Soluções de atendimento digital para todos os tamanhos de empresas.

Saiba como fazer análise de concorrência e se destacar no mercado

Analisar a concorrência é essencial para as empresas que desejam se manter competitivas e melhorar seus processos e produtos.

Saiba como fazer análise de concorrência e se destacar no mercado

 

A análise de concorrência é uma prática comum no mundo dos negócios. Se sua empresa ainda não a realiza, saiba que você está perdendo boas chances de encontrar novas oportunidades de mercado.

Acompanhar o que seus concorrentes estão fazendo é uma ótima maneira de comparar as empresas, encontrar novas práticas e processos que trazem resultados positivos e, ainda, manter o nível de competitividade organizacional.

Se você deseja fazer uma análise de concorrência, essa postagem é para você! Nela, falaremos um pouco mais sobre o assunto e apresentaremos algumas dicas para auxiliá-lo. Confira!

Quais as principais análises a serem feitas?

Atualmente, existem diversos tipos de análises de concorrência que podem ser realizadas. A definição de qual delas é a mais adequada à sua realidade está ligada diretamente aos objetivos almejados.

Entre as análises possíveis, as mais comuns são:

  • atendimento: aqui, compara-se as práticas relacionadas ao atendimento e o nível de satisfação dos clientes em relação a elas;
  • ambiente: quando falamos em ambiente, nos referimos à estrutura física do negócio. Em diversos segmentos, esse é um fator determinante de sucesso;
  • produtos e serviços: a mais praticada das análises. Aqui, são comparados os atributos físicos, benefícios, aplicações e preços relacionados a um determinado produto ou serviço;
  • comunicação: nessa análise, avalia-se toda a comunicação das empresas com seus diversos públicos, incluindo posicionamento de mercado, estratégias de marketing, gestão de redes sociais (curtidas, conteúdo, alcance etc) e a comunicação visual e de ponto de venda;
  • ticket médio: outro atributo bastante utilizado na comparação entre empresas é o valor do ticket médio, permitindo compreender as razões de duas empresas do mesmo segmento terem resultados totalmente diferentes.

Ferramentas de análise

Agora você deve estar se perguntando: “como vou conseguir reunir essas informações?”. A única resposta possível é: pesquisa! Contudo, existem diversas ferramentas que podem ser utilizadas para auxiliar na extração desses dados. Veja algumas delas:

  • benchmarking: para utilizar essa ferramenta, é preciso realizar diversas pesquisas secundárias acerca de um determinado item e colocá-la em uma tabela para, posteriormente, comparar os atributos com seus concorrentes e identificar forças e fraquezas de sua empresa e, ainda, oportunidades e ameaças de mercado;
  • cliente oculto: se seu objetivo é analisar o atendimento de um concorrente, utilizar um cliente oculto é uma ótima maneira de compreender todo o processo e extrair insights valiosos;
  • Semrush: essa ferramenta online é uma das mais completas que existem no mercado. Por meio dela, é possível realizar diversas análises sobre o comportamento e o desempenho digital de uma determinada empresa, verificando seu posicionamento no Google e o uso de palavras-chave, por exemplo.

Qual a importância da análise de concorrentes?

Mas afinal, qual é a razão para acompanhar o que seus concorrentes estão fazendo? A principal razão é que você não está sozinho no mercado, logo, é preciso saber quem são os seus concorrentes. Esse motivo já seria o suficiente, mas ele não é o único.

Compreender o que a concorrência está fazendo de certo e de errado traz diversos benefícios à organização, afinal, você pode aprender com os erros dela sem ter que cometê-los e avaliar o que está funcionando, adaptando à sua empresa.

É importante lembrar que ao realizar uma análise de concorrência, deve-se manter a ética acima de tudo. Jamais pressione clientes ou colaboradores de seus concorrentes para que lhe deem informações.

Uma boa análise nunca será agressiva, mas sim saudável e enriquecedora para a empresa.

Como fazer essa análise de maneira correta?

Agora que você já sabe o que é e qual a importância de uma análise de concorrência, veja como você pode fazê-la de maneira correta!

Identifique os tipos certos de concorrência

O primeiro passo é identificar o tipo certo de concorrência:

  • direta: são todas as empresas que atuam no mesmo segmento que você, ofertando produtos idênticos ou similares, que praticam valores próximos e têm o mesmo público-alvo;
  • indireta: são os que não vendem os mesmos produtos que você, mas que podem ser utilizados como substituto e que têm o mesmo público-alvo.

Identificar corretamente em qual tipo seus concorrentes se enquadram é fundamental para que se possa analisar os dados de maneira correta e direcionar seus objetivos.

Determine objetivos de análise

Uma vez identificados os tipos de concorrentes, é preciso definir qual será o objetivo da análise. Nesse momento, busque ser mais o específico possível. Se você quiser avaliar todos os aspectos de um concorrente, faça uma pesquisa para cada posto de avaliação.

Essa definição é importante pois é ela que determinará quais serão os caminhos a serem seguidos e os recursos necessários para sua realização.

Colete os dados de fontes confiáveis

Não importa qual seja o ponto em avaliação; durante as pesquisas é preciso ter a certeza de que os dados encontrados possuem procedência e estão devidamente atualizados. Caso contrário, você terá um panorama distorcido e que não reflete a realidade, comprometendo a qualidade e a confiabilidade da análise.

Utilize as redes sociais

As redes sociais são uma fonte infindável de informações sobre pessoas e empresas. Por meio delas pode-se, por exemplo, extrair informações sobre o atendimento, a comunicação e a presença digital de uma empresa. Mas atenção: cuidado com ferramentas que trazem informações que são irrelevantes para a análise!

Uma boa ferramenta de monitoramento deverá ser capaz de verificar qualquer palavra-chave, expressão ou hashtag dentro de qualquer mídia e sites/blogs. Além de mensurar e verificar a situação da concorrência no mercado, ela deverá indicar novas oportunidades a partir da análise dos dados.

Analise os dados obtidos

Após todas as pesquisas, é preciso organizar os dados de maneira lógica e interpretá-los de modo que traduzam uma informação relevante para a empresa. Sem dúvidas, esse é o principal ponto de qualquer análise de concorrência, afinal, ter um monte de dados sem significado é inútil.

Adapte as estratégias

Após a análise, você deve ter encontrado uma prática em seu concorrente que está funcionando e deseja adotá-la em seu negócio, certo? Nesse momento, é preciso compreender que as empresas possuem suas particularidades e o que funciona em uma, pode não funcionar em outra.

Nesses casos, é preciso adaptar essas práticas à sua realidade. Se você somente “copiar” o seu concorrente, as chances de sucesso são baixas.

Faça um monitoramento constante

Não pense que essa análise é algo que se faz uma única vez. É preciso realizá-la com certa frequência (semestral ou anual, dependendo do segmento), pois o mercado está em constante mudança e, a cada dia, surgem novos concorrentes.

Fazer uma análise de concorrência é essencial para que uma empresa possa se manter competitiva no mercado e definir seu diferencial. Contudo, não é um processo tão simples assim, é preciso dedicar uma boa dose de tempo às pesquisas e análise dos dados.

Agora que você já compreendeu a importância dessa análise, que tal começar a sua? Teste nossa plataforma de gestão de redes sociais e comece seu monitoramento agora mesmo!

Não perca as novidades da Hi Platform

Assine nossa newsletter para ficar por dentro dos lançamentos da Hi