Soluções de atendimento digital para todos os tamanhos de empresas.

Afinal, como dar feedbacks efetivos para a equipe e seus membros?

Conheça as melhores práticas e entenda como melhorar o desempenho da sua equipe

Afinal, como dar feedbacks efetivos para a equipe e seus membros?

Em um ambiente organizacional, o momento do feedback causa um certo desconforto tanto para quem realiza como para quem recebe. Então, antes de qualquer coisa, é importante entender como dar feedbacks para obter os resultados esperados.

E você sabe qual o verdadeiro significado de feedback? Nada mais é do que uma avaliação dada a um grupo ou individualmente sobre ações e resultados. O feedback pode ser positivo ou negativo e é uma ferramenta necessária para o seu desenvolvimento profissional e da sua equipe.

Entenda em nosso artigo qual a importância e quais as maneiras corretas e transparentes de oferecer feedbacks para a sua equipe.

A importância do feedback bem executado nas organizações

Fazer a gestão de pessoas dentro de uma organização está relacionada à boa prática do feedback. Quando bem aplicado, cria uma relação de confiança e se torna relevante para o crescimento pessoal do colaborador.

Nem todos os colaboradores têm consciência suficiente para entender em que precisam melhorar. Nesse momento, o feedback do gestor será fundamental para fazê-lo entender qual o rumo precisará ser tomado para melhorar o desempenho no trabalho.

Se você quiser aumentar a produtividade da sua equipe, será necessário ser claro nos seus objetivos e informar quando eles estão tomando caminhos diferentes.  Ao manter um relacionamento claro e transparente com todos, você permite que os feedbacks também se tornem relevantes para as relações interpessoais dentro da organização.

Feedbacks positivos e negativos

Você precisa estar ciente de que os feedbacks podem ser tanto positivos quanto negativos, portanto entenda cada um deles:

Feedback positivo

É comum ouvir falar de feedbacks negativos em uma organização. Isso acontece, principalmente, quando há uma falta de preparo por parte dos gestores que não entendem que a crítica também pode ser positiva e construtiva.

Você precisa ter esse momento com o seu colaborador. Ele também espera ser informado como seu esforço está contribuindo para o desenvolvimento da empresa. É o momento de mostrar para ele que você está atento ao desempenho dele no ambiente de trabalho.

É interessante destacar o bom comportamento do funcionário e a facilidade e rapidez com que ele resolve os desafios apresentados diariamente. Aproveite para reconhecer e valorizar o trabalho do profissional.

Com certeza, será uma experiência que vai contribuir para melhorar ainda mais a produtividade e motivação da equipe para que continuem desempenhando um bom trabalho.

Feedback negativo

Esse é o momento mais tenso dentro de uma empresa e que causa grandes atritos quando não é bem aplicado. Apesar da carga desfavorável, o feedback negativo é necessário para informar o seu funcionário sobre o que está prejudicando o desempenho dele dentro da companhia.

É importante que o colaborador saiba onde errou, mas que tenha exemplos que o façam refletir sobre a sua atitude. Procure informá-lo sobre o comportamento inadequado em uma determinada reunião, uma atividade que ele não cumpriu no prazo informado ou sobre constantes atrasos no trabalho.

Além disso, também mostre como ele pode melhorar cada ponto observado e que pode contar com você para corrigir esses erros. Isso certamente vai deixá-lo mais seguro e confiante.

Boas práticas sobre como dar feedbacks

Aplicar feedback não é algo tão simples, pois mexe com o ego das pessoas e muitos ainda não têm a maturidade para entender a importância desse momento.

Destacamos algumas práticas que ajudarão você a dar um feedback mais efetivo para a sua equipe.

1. Informações devem ser claras e objetivas

Ao se preparar para dar feedback, é fundamental que você já esteja com todas as informações em mãos. Elabore um roteiro com os pontos fortes e os pontos a melhorar de cada funcionário, porém o seu direcionamento deve ser claro e objetivo.

Fale para seu funcionário onde ele errou, em que momento ocorreu o erro, como isso prejudicou o desempenho dele e como ele pode melhorar.

2. Use frases na primeira pessoa para se referir ao outro

Quando iniciar o feedback, é importante que você se direcione ao seu colaborador em primeira pessoa. Isso demonstra proximidade e vai deixá-lo mais relaxado para ouvi-lo atentamente. Tenha cuidado ao usar expressões pejorativas ou depreciativas, pois a intenção é buscar melhoria no desempenho do funcionário.

3. Utilize dados de apoio para seus argumentos

No roteiro que você elaborou para dar feedback, acrescente dados que possam apoiá-lo em suas afirmações. Em um primeiro momento, informe em números o quanto o colaborador contribuiu com o resultado da empresa, assim como o quanto ele poderia ter colaborado mais se tivesse melhorado o seu desempenho.

4. Saiba o momento de ouvir o seu colaborador

O momento do feedback também permite dar espaço para o seu funcionário expressar a opinião dele referente aos pontos que você destacou. Mostre-se aberto para ouvi-lo e entendê-lo, pois se tornará mais fácil direcioná-lo ao caminho certo.

5. Elabore um plano de ação juntos

O principal objetivo do feedback é encontrar uma solução para os pontos que precisam ser melhorados. Portanto, é necessário elaborar ações que precisem ser colocadas em prática pelo colaborador e que você consiga acompanhar essa evolução. É importante ressaltar que essas ações devem ser decididas em conjunto, pois somente dessa forma, você terá a certeza de que seu funcionário terá condições para cumpri-la.

O feedback com o método M.A.R.C.A

Se você ainda tem dificuldades para aplicar um bom feedback, existe uma metodologia que foi desenvolvida para ajudá-lo nesse momento. São direcionamentos conhecidos como o método M.A.R.C.A ― Momento, Ação, Reação, Consequência e Alternativa ― considerada uma das mais úteis metodologias e que conferem um feedback de 100%.

Momento oportuno

Ao observar alguma atitude incorreta de alguém da sua equipe, é importante chamá-lo, de imediato, em um lugar reservado e informar o ocorrido.

Ação

Quando informar os erros cometidos pelo seu colaborador, foque no problema e não no comportamento dele. Tome muito cuidado para não acabar direcionando o problema para o lado pessoal, pois isso fará com que o momento seja constrangedor e negativo.

Reação

É hora de ouvir o que seu funcionário tem a falar sobre o assunto. Esteja disposto a ouvi-lo com atenção e observar como ele está se sentindo com toda a situação.

Consequência

Será o momento de acompanhá-lo em seu dia a dia para confirmar se ele está colocando em prática tudo o que foi abordado durante o feedback. Não deixe de elogiar caso observe melhoria no desempenho dele.

Alternativa

Nesse momento é importante ouvir qual a proposta que seu colaborador tem para melhorar o seu desempenho. Caso concorde, mostre que você está disposto a acompanhá-lo nesse desenvolvimento. Mas, se discordar, informe quais seriam as soluções ideais de acordo com as metas da empresa e como o colaborador será importante nessa etapa do processo.

Ao usar o feedback em sua equipe, você está demonstrando para os seus colaboradores que há uma preocupação na relação entre empresa e funcionário. Portanto, é fundamental que todos entendam a importância do feedback para o desenvolvimento do profissional e para o alcance das metas propostas pela empresa.

Com este artigo, você conseguiu entender como dar feedbacks efetivos para a sua equipe. Agora é hora de reunir todos e colocar em prática.

Se você achou nosso post interessante, aproveite para compartilhar em suas redes sociais e ajude sua rede a entender como dar feedbacks efetivos e conquistar o sucesso profissional.

Publicado em 9 de março de 2018

Deixe o seu comentário :)

Não perca as novidades da Hi Platform

Assine nossa newsletter para ficar por dentro dos lançamentos da Hi